fbpx

Nosso blog

Inspire-se nas nossas dicas para o seu filho!

Importância do ultrassom obstétrico no pré-natal

Por: Maria Gabriela Ortiz

O seguimento pré-natal é cuidado indispensável durante o período gestacional. Com ele é possível verificar o desenvolvimento fetal e acompanhar a saúde da gestante. Entre os cuidados neste período, destaque ao ultrassom obstétrico.

O ultrassom obstétrico é a forma mais efetiva de verificação da saúde fetal, ao analisar o crescimento, o desenvolvimento dos órgãos e demais estruturas corporais do bebê ainda no útero materno.

A indicação da Organização Mundial da Saúde (OMS) seguida no Brasil é que sejam feitas, pelo menos, três ultrassonografias obstétricas. Cada uma dessas ultrassonografias é feita entre os três trimestres que a gestação é dividida — 1º trimestre gestacional, 2º e 3º, respectivamente. Essa indicação é para mulheres sem gestação de risco e de apenas um bebê.

Esse exame pode ter a frequência aumentada em gestações gemelares ou de risco, sendo que essa indicação partirá do obstetra que assiste a gestante e ao bebê durante o acompanhamento pré-natal.

Ultrassom obstétrico: como é feito

O ultrassom obstétrico é simples, indolor e tem cobertura na grande maioria dos planos e seguros saúde. Os mais complexos como o 3D e o 4D precisam de consulta, pois essa cobertura tende a ser menor.

Não é preciso preparo específico para o exame. Basta a mulher chegar com antecedência ao laboratório e consultório, deitar-se na maca e aproveitar os minutos em que poderá ver seu bebê e ouvir seu coraçãozinho.

O primeiro ultrassom obstétrico é transvaginal, uma vez que ele verifica a saúde fetal, das estruturas que envolve o bebê e identifica a idade gestacional. É comum essa solicitação, já que grande parcela das mulheres não sabe dizer a data precisa da última menstruação.

Devido a isso é solicitado o ultrassom obstétrico para que se possa presumir a idade gestacional e dar início ao seguimento pré-natal.

Os demais são pélvicos, e como o transvaginal, não demandam uma preparação em específico. O médico utilizará um gel transparente na barriga para deslizar o transdutor e captar ondas sonoras que resultam em imagens.

Dura, em média, 30 minutos e analisa uma série de condições do feto e do útero da mulher, visando a saúde de ambos.

O resultado sai na hora?

A futura mamãe fica sabendo de tudo durante o ultrassom obstétrico. O médico que realiza o exame explica cada uma das medidas anotadas, diz se está dentro da normalidade, fala dos batimentos cardíacos e demais peculiaridades acerca das análises.

Alguns laboratórios conseguem imprimir o resultado na hora, entretanto, a maioria deles pede de dois a quatro dias úteis para emissão de laudo.

O que o ultrassom obstétrico analisa?

Diversas análises são feitas durante o ultrassom obstétrico, sendo elas:

  • Idade ou semana gestacional;
  • Posição do feto;
  • Avaliação da placenta;
  • Desenvolvimento e crescimento do feto;
  • Avalia a presença de trissomias ou doenças genéticas;
  • Determina a quantidade de líquido amniótico;
  • Determina o ganho de peso ou não;
  • Verifica anormalidades do colo do útero da gestante.

Essas são apenas algumas das análises feitas pelo ultrassom obstétrico e ele pode ser complementado ainda com o ultrassom morfológico e ultrassom morfológico com doppler.

Maria Gabriela é uma estudante de Jornalismo que se encantou ao conhecer o Marketing Digital. Assim, atua como Link Builder desde seu primeiro emprego na área de comunicação.

Tem alguma dúvida? Comente!

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Todos os direitos reservados à Maternity Coach. CNPJ 25.462.996/0001-88 • Mantido por FAPNET
Fale no WhatsApp