fbpx

Nosso blog

Inspire-se nas nossas dicas para o seu filho!

Meu filho dorme pouco durante o dia?

Criança chorando com sono

Um dos assuntos mais procurados aqui no blog e nas nossas redes sociais são as sonecas. E nós entendemos bem isso porque o sono do dia é realmente mais sensível do que o sono da noite. Além dos problemas com sonecas serem mais difíceis, a criança passa por diversas mudanças no sono do dia. A dúvida dos pais é se eles estão exigindo da criança que ela faça mais do que é fisiologicamente capaz de fazer.

As associações de sono, assim como de noite, costumam ser as principais vilãs do sono do dia. As associações são coisas que seu filho espera receber para entrar e manter o sono. Como por exemplo, colo, mamar, pular em uma bola de pilates ou seja lá qual for a forma que você encontrou para fazer seu filho dormir.

Quando falamos das sonecas, é mais difícil da criança ligar um próximo ciclo. Isso acontece porque depois de dormir 30 ou 40 minutos, ela está preparada para um período em vigília. Certamente tentar fazer dormir será sinônimo de choro e irritação.

O ciclo circadiano e a pressão do sono vão fazer seu filho dormir de noite… mas de dia é diferente. É apenas a pressão de sono que vai levar a criança para a soneca. E ele pode resistir muito, já que terá que relaxar, fechar os olhos, diminuir a respiração, em um ambiente onde há tanto para se distrair, há tantas coisas diferentes para ele olhar.

Então antes de começar a resolver o problema de sono do seu filho, nossa sugestão é que você examine se há um problema para ser solucionado.

De 0 a 3 meses

O bebê não tem um padrão de sono definido. Ele tem ciclos de sono que vão de 30 minutos a 2 horas, sem uma razão para que isso aconteça. Ele tem sono aleatoriamente e sem  previsibilidade. Nessa idade, é importante que seu filho se familiarize com o berço, que ele conheça o espaço e preferencialmente que consiga ir para o berço sonolento, mas ainda acordado.

De 4 a 6 meses

Ciclos de sono curtos são esperados. É normal que a criança não consiga ligar mais do que um ciclo de sono e que a soneca tenha cerca de 40 minutos. Os pais podem tentar supervisionar a soneca para estimular a criança a dormir um pouco mais logo que o ciclo termina. Sugerimos essa interferência na primeira e na segunda soneca. Dificilmente você terá sucesso no terceiro cochilo, então você pode tentar, mas não fique frustrada se não tiver sucesso. Se a criança não dorme de jeito nenhum mais do que os 30 ou 40 minutos, inclua 1 soneca a mais no dia do bebê. Você pode usar carrinho também para o cochilo e tentar supervisionar o sono para aumentar o tempo do cochilo.

O ideal é fazer uma combinação dos dois caminhos: um cochilo no berço e outro em um carrinho. Isso torna possível supervisionar e tentar esticar esse sono.

Uma outra alternativa é se antecipar ao despertar. Você fica ao lado do bebê 5 minutos antes e logo que ele começar a se mexer, restabelece imediatamente a associação de sono que ele usou para adormecer. Isso pode ser um carinho ou mesmo o colo. Para muitas crianças, essa atitude ajuda a ligar o ciclo de sono naturalmente.

A partir dos 6 meses

Geralmente é quando acontece a transição para 2 cochilos por dia. O bebê quase sempre é capaz de dormir por mais de um ciclo em cada um destes sonos. Se seu filho ainda não consegue esticar o sono do dia, reveja as associações de sono, comece a colocar a criança ainda sonolenta no berço, para que o sono se desenvolva.

Muitos pais têm dúvidas de quando o sono começa a