fbpx

Chupeta: Vai me ajudar ou não?

4 de janeiro de 2018 por no assunto Comportamento do Bebê tagged as with 0 and 0

Muitas mães me perguntam sobre o uso da chupeta. Usar ou não? Ajuda? Prejudica?

Fica bastante difícil dar uma resposta certeira para essa pergunta. A resposta aqui é DEPENDE DA SITUAÇÃO.

Nossa sugestão é que até 2 meses de vida você não ofereça a chupeta. É uma fase em que o bebê está aprendendo a mamar, está adaptando sua demanda ao leite materno e principalmente para as mães que optarem pela livre demanda (o que sou fortemente a favor até os 4 meses de vida), a chupeta pode ser uma vilã. A criança não nasce sabendo a diferença entre os bicos e isso pode ser uma confusão na cabecinha dela.

Outro fator é o cansaço: a criança cansa muito  no começo da vida para sugar e o melhor é que use sua energia para o peito da mamãe, e não na chupeta.

Mas existem algumas coisas importantes sobre o uso da chupeta

Entretanto existem algumas coisas importante e boas sobre o uso da chupeta. A primeira delas é que a chupeta pode evitar a Síndrome da Morte Súbita do Lactente. Estudos mostram que bebês que usam chupeta estão menos expostos a este fato. Isso acontece porque a chupeta não deixa que o bebê entre em um sono extremamente profundo (quando a morte acontece).

A fase oral

Além disso, temos que lembrar da fase oral da criança. A necessidade de sucção traz conforto, bem estar e segurança para a criança. Ele não precisa sugar apenas para alimentação. Ele tem uma necessidade grande de uma sucção não nutritiva. Todos os bebês tem essa fase oral, porém uns em menor ou em maior grau.

Algumas mães optam por suprir essa necessidade com o peito, e não há nada de errado nisso. Porém algumas mães não tem essa disponibilidade e, após os 4 meses, oferecer o peito para alimentação e também para suprir essa necessidade, especialmente após a regressão que acontece nessa fase, a demanda pelo peito pode ficar muito grande (dia e noite).

Além disso, é nessa fase que as crianças desenvolvem as associações, ou seja, as mães ficam perdidas em atender a necessidade desta criança, fica difícil ler o que o bebê precisa.

Além do peito e da chupeta, obviamente existem outras formas de acolher o bebê. Muitas vezes ele está com calor, precisa de um carinho, colo, abraço, ir para um sling ou precisa de uma mudança de ambiente (está entendiado ou super estimulado).

Algumas crianças encontram o conforto no dedo: o dedo é natural, ela mesma encontra, é mais higiênico muitas vezes, porém ela pode ser uma vilã quando falamos sobre a questão óssea da criança, a dentição pode ser prejudicada porque a força no dedo é maior do que a chupeta.

Então sobre o uso da chupeta, é uma decisão de cada família. Cada criança é de uma forma e cada mãe tem uma disponibilidade. A melhor forma de fazer essa opção entender o temperamento e a necessidade do seu bebê e seguir o seu instinto. Você melhor do que ninguém é capaz de entender.

Na minha opinião: o uso da chupeta pode acalmar, ajudar no sono, auxiliar na associação de peito X sono e principalmente suprir a necessidade da sucção não nutritiva. Pode ser uma ótima aliada quando usada da forma certa, mas não é a melhor opção para todas as famílias.


Todos os direitos reservados à Maternity Coach. CNPJ 25.462.996/0001-88 • Por Criativa 22