fbpx

4 Dicas imperdíveis para o sono do bebê de 3 a 4 meses

Neste post falaremos do sono do bebê de 3 a 4 meses. É uma fase bem complicada, de grandes mudanças, certamente pode ser um marco no padrão de sono do seu filho.

Geralmente esta é uma fase onde o sono do dia fica um pouco mais regular (4 sonecas para bebês de 3 meses e 3 sonecas para bebês de 4 meses).

Ou seja, o tempo que ele passa acordado parece ter um maior padrão e o sono da noite tende a esticar.

Para ter uma média do tempo de sono, crianças desta idade dormem cerca de 13/14 horas por dia.

Normalmente são 10 horas durante a noite (com 2 ou 3 paradas para mamar) e mais 3 a 4 horas durante o dia (divididas entre as 3 ou 4 sonecas).

E os recém-nascidos? Recém-nascidos (até 3 meses) costumam fazer diversas sonecas por dia e por isso dormem mais tarde, depois de 21h.

Entre 3 e 4 meses um padrão começa a se mostrar

Esta é uma fase onde os pais deve rever o horário de colocar o bebê na cama para o sono noturno.

Certamente você já pode começar a estabelecer uma rotina com um horário aproximado para acordar, seguir uma regularidade nas janelas de sono e ter um horário específico para dormir.

Apesar de termos estudos que mostram que o bebê está psicologicamente hábil para dormir a noite toda depois dos 6 meses, se você investir em uma rotina regular a partir dos 3 meses, suas chances de noites inteiras aumentarão muito.

É hora de começar a pensar em boas práticas de sono e começar a encorajar seu bebê a dormir com mais independência.

Mas como fazer isso?

A primeira dica é ter uma rotina, começando com um horário aproximado para começar o dia (você pode ser flexível em 30 minutos, mas tente sempre ficar dentro deste prazo!).

Segue um exemplo de rotina para um bebê de 3 meses que acorda 7h da manhã:

– 7h00 – Acordar e mamar (já no claro, para mostrar que o dia começou)

– 8h15 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 8h30 – Primeira soneca do dia

– 10h00 – Mamar

– 10h45 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 11h00 – Segunda soneca do dia

– 12h30 – Banho de higiene (para as pessoas que querem incluir o banho no meio do dia)

– 13h00 – Mamar

– 13h45 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 14h00 – Terceira soneca do dia

– 16h00 – Mamar

– 16h45 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 17h00 – Quarta e última soneca do dia

– 19h00 – Mamar

– 19h30 – Ritual de sono (30 minutos)

– 20h00 – Bebê dormindo

Agora um exemplo de rotina para um bebê de 4 meses, que também acorda 7h da manhã:

– 7h00 – Acordar e mamar (já no claro, para mostrar que o dia começou)

– 8h45 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 9h00 – Primeira soneca do dia

– 10h00 – Mamar

– 11h45 – Diminua o nível de energia, acalme o bebê, faça um ritual de soneca

– 12h00 – Segunda soneca do dia

– 13h00 – Mamar

– 16h00 – Mamar e fazer a última soneca do dia

– 19h00 – Mamar

– 19h30 – Ritual de sono (30 minutos)

– 20h00 – Bebê dormindo

E quais são as outras dicas?

Nossa segunda dica é ter um ritual de sono muito consistente, ou seja, todos os dias, da mesma forma.

Se você optar por banho, massagem, oração e berço, mantenha esse hábito sempre, na mesma sequência.

O ritual deve iniciar exatamente nesta fase, dos 3 a 4 meses.

Isso vai fazer com que o bebê entenda que a hora de dormir chegou e ficará muito mais fácil de colocá-lo para dormir.

Nossa terceira dica é observar os sinais de sono da criança, mas sempre tentando respeitar a janela. Ou seja, se seu filho de 3 meses está acordado há 2 horas, não espere que ele demonstre sono, e já tente diminuir o nível de energia para ele dormir.

Muitas crianças ficam extremamente curiosas nesta fase e quando apresentam sono já passaram da hora de dormir. Por isso a resistência para entrar no sono pode aumentar muito.

Nossa quarta e mais importante dica:

A partir desse momento, tente colocar o seu bebê no berço ainda acordado.

Ele pode ter o momento do colinho, do aconchego, mas tente que ele vá para o berço sonolento ao invés de dormindo.

Certamente o desenvolvimento da qualidade de sono dele pode ser outro, bem diferente daquelas crianças que dormem com muita ajuda e vão para o bercinho apagadas. Ou seja, provavelmente esses bebês precisarão de ajuda várias vezes de madrugada para manter o sono.

Das 12 até as 16 semanas de vida o desenvolvimento cerebral do bebê é intenso e o estabelecimento de hábitos de sono é facilmente percebido.

É normal que o bebê resista um pouco mais aos 4 meses porque existe uma regressão de sono.

Porém, com uma boa rotina aliada a boas práticas e se o bebê consegue entrar no sono no berço sem que os pais ou cuidadores façam a parte dele no sono, ele certamente passará pela regressão com mais facilidade. Ou seja, conseguirá manter o sono por mais horas, além de melhorar muito os cochilos do dia.

Se o seu bebê tem mais de 4 meses e mesmo assim possui dificuldades para dormir? Ele tem o sono agitado, acorda de hora em hora ou faz sonecas curtas (de 20 ou 30 minutos)?

Talvez seja a hora de procurar ajuda para dar mais qualidade de sono para ele. Faça uma agenda diária, perceba os sinais de sono, os melhores horários para dormir. Observe tudo que pode prejudicar o sono do seu bebê e, portanto, necessita de mudanças.

Ensinar seu filho a dormir é um ato de amor, e você pode fazer isso desde cedo.  

Pensando em realmente ajudar a vida das famílias, nós liberamos a nossa Jornada do Sono do Bebê, uma série de vídeos gratuitos que vão te guiar para descobrir os motivos do seu filho dormir mal e também começar um processo de aprendizagem de sono!  

jornada do sono

Nós temos diversos atendimentos que certamente poderão atender sua necessidade. 

Conheça nossos planos e faça parte desse grupo de milhares de famílias que contaram com a ajuda da Maternity para transformar a maternidade em algo mais leve.  

Você não precisa deixar seu filho chorar, nem passar por um processo de desmame para que ele aprenda a dormir. Aqui trabalhamos com métodos gentis, onde o perfil da família e a personalidade do bebê são respeitados.  

Tem dúvidas? Estamos aqui para responder! Nos escreva no maternitycoach@maternitycoach.com.br!